Google GDC 2019 announcement - Gaming

#1

Pelo que eu entendir ( só pesquei um pouco pq to vendo a entrevista da fox news ) é um console com streaming capaz de enturmar galera até no meio da África no rolê.

Achei meio Google Pixel, troço super legal mas que não vai alcançar 1/bucentésimo da população pq custa 10k taokeis

0 Likes

#2

sou um cara simples, eh soh botar wc3 nessa porrinha ai

0 Likes

#3

Eh uma plataforma de compartilhamento de rigs pra galera q tem PC ruim conseguir jogar?

Já tentaram algumas coisas similares, até Sony no ps4 fez algo similar, não? (não tenho console, N manjo mto).

A questão aí eh sempre a Internet neh… Se o kra mal consegue abrir um vídeo em 240p no yt, jogar eh a última coisa q ele vai conseguir

0 Likes

#4

Vamos ver o que vem por ai, pelo histórico da empresa sempre espero um fracasso nível google+

0 Likes

#5

Tava conversando com uns professores e só arranhando o assunto “como implementar e quanto isso vai custar” e ficou parecendo aquelas coisas tipo OUYA, super supimpa de imaginar as possibilidades, até a hora da implementação do produto.

Imagina uma conversa entre russia, eua e china pra permitir que todo mundo se converse pelo Stadia, com certeza vai dar certo.

0 Likes

#6

Agora eu entendi. É um console virtual. Vc não compra um console e fica com vc. O console fica lá na nuvem. Os jogos terã q ser portados pra esse sistema. Não são servidores rodando windows e jogos de windows. Com certeza não é um servidor físico por jogador, deve ter alguma virtualização pq nenhum datacenter teria uma máquina por jogador q é inviável.

0 Likes

#7

Eu li algo falando que essa iniciativa poderia ser também uma alternativa para os ex mineradores de criptomoeda terem algum uso para suas zilhões de GPUs que hoje são ineficientes qdo comparadas com rigs destinados a isso.

Você poderia contribuir com seu poder de processamento em troca de $$ ou sabe-se lá o que.

Novamente… é muito bonito na teoria, mas vamos ver oq vem por aí não é mesmo?

0 Likes

#8

Mas minerador de bitcoin tem mais é que se fuder mesmo.

@topic: ha uns bons anos já tinha ouvido falar de umas iniciativas do tipo mas que nunca foram pra frente. Não lembro pq não deu certo, mas provavelmente caiu no problema de latência de rede. Se isso for pra frente e der certo por um preço bom vai ser do caralho, mas to achando que vai ser mais um Google Flop™ estilo o Glass.

0 Likes

#9

A OnLive e PS Now são basicamente isso ai que eles anunciaram, não ?

0 Likes

#10

Ah sim.

Comentei mais pelo fato da idéia de compartilhamento de processamento… Basicamente a maneira que mineração funciona, porém agora aplicado pra algo não filho da puta.

0 Likes

#11

Serviços de games por streaming já existe há mais de dez anos, o diferencial de agora é que o google tem datacenters no mundo todo e dinheiro suficiente pra manter isso por longo prazo.

Mesmo assim só acredito vendo.

0 Likes

#12

Concordo com o brodinho.

0 Likes

#13

Então, tão tentando fazer o mercado de “gaming as a service” acontecer. Eu pessoalmente não tenho nada contra a idéia mas prefiro que isso não se torne o padrão do mercado. Além disso eu não quero ver as baleias com suvaco pintado de roxo e verde do departamento de diversidade do Google decidindo o que censurar.

Qualquer um pode criar um serviço semelhante usando ferramentas como moonlight, parsec ou rainway.io usando o proprio computador ou criando uma instancia com GPU em algum serviço de cloud proximo. O lance é que GPU no cloud é caro. Se comparar com um taxímetro, uma instancia Linux ou FreeBSD é bandeira 1 uma instancia Windows é bandeira 2 e uma instancia Windows com GPU é bandeira 20.

GPU é mais caro que CPU e gasta mais energia. Pra um serviço desses for possível, precisa baratear. Além do proprio preço do serviço, provavelmente técnicas de alocação de recursos etc.

E não acho que vai rolar mineração. Geralmente esse tipo de serviço te da um launcher com os joguinhos predefinidos e curados pra executar e sair rodando. Duvido que eles permitam instalação de programas de cryptocurrency.

É mais parecido com o Geforce Now + Nvidia Shield. A diferença é que esse foi feito por uma empresa que tem GPU mas é nova em infra e SaaS.

Lembrando que Microsoft também tem cloud e tem mais experiencia em gaming que o Google. É bem provável que haja concorrência nesse estilo.

EDIT: Outra coisa, é bem provável que essa iniciativa nasceu por causa do lance de machine learning, que usa GPU. Provavelmente o farm de GPUs da Google está muito pouco subutilizado e querem vender esse potencial não usado pra gamers.

1 Like

#14

eu fico ate otimista, mas outra coisa tb é se realmente adoram isso em um nivel considerável e a google, tendo poder sobre a porra toda, começar a tomar decisao idiota e inflexivel (tipo: n pode jogar por mais de 5horas)

0 Likes